AGE MANAGEMENT: QUANDO A IDADE NÃO É UM OBSTÁCULO, MAS UMA OPORTUNIDADE

Com o aumento da expectativa de vida e, consequentemente um aumento no número de pessoas mais velhas, os conhecidos como +50 retornam ou continuam ainda ativos dentro do mercado de trabalho. Segundo o IBGE, o aumento desses profissionais passou de 6,3% para 7,8% em 2018. Por isso o AGE MANAGEMENT (GESTÃO DA IDADE) se torna um novo programa do setor de RH e, como ele, novos INDICADORES que precisam ser desenvolvidos dentro das empresas.

                Estamos falando ao longo do tempo que as empresas terão em torno de 4 GERAÇÕES trabalhando juntas o que, se não coordenado, pode se tornar um verdadeiro caos no seu negócio. Não apenas a GESTÃO DE CONFLITOS, mas também programas diferenciados de COMUNICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO dessas gerações será cada vez mais relevante nas empresas.

Portanto, se você ainda não se preocupou com essa NOVA GESTÃO, leia este artigo e saiba um pouco mais desse processo que se torna importante para o CRESCIMENTO DOS NEGÓCIOS.

 

 

QUEM SÃO OS PROFISSIONAIS +50

 

                Maturidade e capacidade de resolução de conflitos, quem não procura isso na sua empresa? Além disso, com o envelhecimento mais “saudável” e aumento na expectativa de vida da população brasileira, o mercado tem entendido que esses profissionais retornam ao mercado no auge da sua força de trabalho.

                Podemos também agregar a eles, a competência RESPONSABILIDADE. Diferentemente do perfil dos mais jovens, essas pessoas prezam mais pela estabilidade e possuem um ALTO NÍVEL DE MOTIVAÇÃO pois sabem como foi difícil conseguir aquele trabalho e não querem desperdiçar a chance que estão tendo.

                Mais importante ainda, podem ser verdadeiros aliados dos gestores no que tange o desenvolvimento de profissionais mais jovens tanto pela bagagem técnica como pela bagagem de maturidade profissional.

                Esse movimento de trazer profissionais +50 aconteceu em torno de 1990. Segundo Lara Castro (Rhumo Consultoria), após o reaquecimento no setor da construção após a crise, ocorreu uma grande contratação de jovens e, com isso, as empresas começaram à sentir necessidade de EXPERIÊNCIA para gerenciar obras, assumir construções e fazer intervenções maiores (capacidade que esses jovens não tinham e demorariam para alcançar).

Mas, infelizmente, a oferta é ainda maior que a demanda desses profissionais no mercado. Um dos motivos é que muitos não conseguem compreender a importância desse profissional e como ele agrega de forma positiva dentro das empresas e, além disso, poucas empresas já possuem um programa de RECRUTAMENTO, DESENVOLVIMENTO E RETENÇÃO desse profissional no mercado.

O Brasil está envelhecendo, isso é fato portanto, o mercado de trabalho e os GESTORES e RH’s precisam começar a desenvolver programas para trazer de volta esse profissional

 

               

            AGE MANAGEMENT E SUA IMPORTÂNCIA  

 

                Estamos falando o tempo todo da necessidade das empresas em inovar e se diferenciar enquanto processo e cultura para entregar diferencial ao mercado. Por isso, investir em um Programa de AGE MANAGEMENT é uma estratégia importante na GESTÃO DE TALENTOS da sua empresa.

Trata-se, portanto, do GERENCIAMENTO DE RECURSOS HUMANOS COM FOCO NA IDADE DO COLABORADOR em busca de acelerar o alívio dos conflitos entre as gerações e o crescimento de cada um deles para o alcance de EQUIPES DE ALTA PERFORMANCE.

Com esse programa, o colaborador Sênior se torna relevante nas empresas, derrubando a idade como obstáculo e a tornando-a um grande POTENCIAL através da sabedoria, maturidade e experiência desse profissional. Além disso, são criados subprogramas de ATRAÇÃO, RETENÇÃO E DESENVOLVIMENTO para CADA GERAÇÃO dentro do negócio.

                Com esse programa é possível que as empresas tenham pessoas mais MOTIVADAS, conseguindo manter um equilíbrio maior entre vida profissional e pessoal e melhoria no DESEMPENHO E PRODUTIVIDADE.

                Além disso, diminui-se os índices e custos de Turnover (por pessoas não qualificadas ao cargo ocorrendo desmotivação e baixa produtividade); REDUÇÃO DE CUSTOS com novos RECRUTAMENTOS e evita ter bons profissionais alocados em locais que são subaproveitados.

               

 

                COMO CRIAR UM PROGRAMA DE AGE MANAGEMENT

               

                Em um programa de Gestão da Idade existem 6 áreas de intervenção:

  1. Melhoria no local de trabalho;
  2. Adequação de forma de trabalho de acordo com cada geração;
  3. Comunicação efetiva e gestão de conflitos;
  4. Aprendizagem e desenvolvimento de cada geração;
  5. Transferência de conhecimento e habilidades entre as gerações;
  6. Programas de Saúde e Bem Estar.

 

 

Com isso, para criar esse programa é necessário mostrar às gerações mais novas o benefício do PROFISSIONAL SÊNIOR; traçar um plano de carreira de acordo com as motivações de cada geração; ter uma Cultura mais aberta e flexível e preparar todos da empresa para a adaptação a esse novo processo.

 

Novos programas de GESTÃO DE TALENTOS estão cada vez mais sendo necessários pela mudança rápida que estamos tendo no mundo e nos negócios. Por isso, diversificar os seus talentos trazendo diferentes gerações para as empresas poderá ser um dos seus grandes diferenciais competitivos. Mas, isso só será efetivo se você tiver um programa de GESTÃO DE PESSOAS POR IDADE caso contrário, você poderá ter grandes perdas e custos ao longo da trajetória dessas gerações dentro da sua empresa.

A Paola Salgado Gestão de Carreiras oferece os melhores conteúdos para promover transformações no ambiente corporativo, buscando sempre eficiência em processos e, especialmente, em resultados.

© 2020 Paola Salgado – Gestão de Carreira.