A diversidade já pode ser vista como um diferencial competitivo há alguns anos e muitas empresas estão lucrando com isso. Um estudo realizado pela empresa de consultoria PWC mostrou que, os negócios que investem em diversidade e inclusão, conseguem os melhores talentos e têm mais desempenho no quesito financeiro e na inovação. A pesquisa da Mckinsey & Company também confirmou isso, ao constatar que as marcas que estavam em nível superior de diversidade em sua equipe, tinham até 35% de probabilidade de aumentar seus lucros, se comparado àquelas que não tinham essas ações.

No artigo de hoje, vamos mostrar cases importantes de quem já está aplicando isso nas empresas e como se espelhar. Continue a leitura conosco para conferir.

Diversidade: Uma escolha social e estratégica

Incluir pessoas com diferentes realidades em um ambiente de trabalho não é tão fácil quanto parece. Em alguns casos é preciso adaptar o ambiente e em outros capacitar os profissionais, Isso inclui não apenas os que chegam na empresa, mas também aqueles que já fazem parte da equipe, adaptando cada um deles para que criem um ambiente mais confortável. Porém, mesmo com todas as dificuldades, no fim, os benefícios são garantidos, mesmo que a longo prazo.

Grandes empresas, uma delas nascida no Brasil, são exemplo disso e agora você vai conhecer 4 delas!

diversidade

1 – SODEXO

A empresa de serviços de alimentação é um dos destaques no assunto. Entre os seus colaboradores, 55 mil deles já passaram por treinamentos que informam sobre diversidade e inclusão. No ano passado, por exemplo, em 2021, a empresa desenvolveu no mês de junho o que chamaram de Mês da Diversidade. Nesse período, foram realizados encontros para tratar sobre inclusão, Direitos Humanos e Diversidade com a ajuda de grandes especialistas e essa responsabilidade também se estende pelos grandes cargos da empresa. Entre os bônus dos executivos da empresa, 25% estão associados às metas ligadas à diversidade, assim como na gerência, onde o número é de 15%.

2 – MASTERCARD

Reconhecida pelo seu empenho em desenvolver seus profissionais e proporcionar um ambiente de trabalho mais inclusivo. No quadro de executivos, por exemplo, entre 12 representantes, estão mulheres, latinos e asiáticos. A inserção dessas pessoas na liderança é um estímulo para que a diversidade tenha continuidade na empresa, além de ser uma oportunidade de ter experiências e opiniões distintas em um mesmo lugar, possibilitando a inovação e a assertividade. 

3 – MAGAZINE LUIZA

O Magazine Luiza é conhecido por promover a diversidade dentro e fora da empresa. Em seu site de vendas, por exemplo, surdos podem fazer compras com o auxílio de um tradutor virtual, que disponibiliza o conteúdo para Libras. Já internamente, os programas de inclusão social oferecem treinamentos e cursos internos como de libras, além, é claro, de implantar a acessibilidade em todas as lojas físicas, e o transporte exclusivo para o deslocamento de clientes e colaboradores com mobilidade reduzida.

Antes da pandemia, a empresa fez uma campanha para atrair negros para trabalharem com a marca e se desenvolverem como Trainee. A ação nas redes sociais teve algumas críticas, mas o intuito do negócio era reparar o que foi considerado por eles um dano histórico, já que em seus cargos mais altos, não havia pessoas negras. 

diversidade

4 – MICROSOFT

No último relatório de diversidade e inclusão divulgado pela Microsoft, em  2019, a empresa já mostrava seus resultados positivos e o seu interesse em promover esse cuidado com a sociedade e seus colaboradores.

Nesse período, por exemplo, as minorias raciais e étnicas já representavam 46,7% da força de trabalho nos Estados Unidos. Nos cargos de liderança, as mulheres passaram a representar 37% dos executivos, atuando no mercado global da Microsoft. A empresa também se preocupa com equiparação social e por isso se esforça para pagar o mesmo para trabalhos semelhantes.

Chegou a hora de colocar em prática a diversidade

Todas essas são grandes empresas, que possuem a estrutura adequada para desenvolver esses projetos, o que leva alguns gestores a imaginarem que aplicar essas ações dentro de uma empresa menor não seria possível. A verdade é que em negócios de grande, médio e pequeno porte, todos esses projetos podem ser adaptados e promovidos de acordo com a cultura e os recursos da empresa. Até porque grande parte dos empregos formais do país são gerados por micro e pequenas empresas, então é nesse local que a promoção da qualificação e da inclusão produtiva acontece.

Você pode começar com uma mudança de cultura organizacional, com um novo posicionamento de marca e aos poucos e ir implantando outras melhorias que favoreçam a diversidade e a inclusão. Os processos de recrutamento e seleção são uma grande oportunidade para dar o primeiro passo e abrir as portas para pessoas de diferentes realidades, experiências, entre outros aspectos. 

Gostou do nosso artigo e quer conferir mais como esse? Clique aqui para acessar nosso blog agora mesmo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *